sábado, 14 de julho de 2007

"Está tudo na cabeça"

Eu fiquei intrigado com a afirmação de muitos colegas (pagãos/crafters/wiccans) de que as ferramentas não são necessárias ou dispensáveis. As grandes verdades de que o maior elemento com que um pagão/bruxo é seu corpo e que não se pode encontrar fora o que não há dentro de nós são conceitos preciosos, pois nos livram do dogmatismo e fanatismo. Mas se seguirmos esse raciocínio sem qualquer critério ou respaldo teórico, acabamos no clichê perigoso de que a magia está toda na cabeça. Ora, se é minha cabeça que faz a magia acontecer, para que eu vou ler tanto livro, para que eu vou ter de usar tal ou qual material, para que eu vou ter de assimilar as crenças e pensamentos de outros pagãos e bruxos, para que eu faria tudo isso se eu posso simplesmente ir a uma igreja local, acender uma vela e rezar para o santo? Nenhum livro ou curso sobre witchcraft e wicca teria tido tanta expansão e procura como está tendo, se fosse algo simplesmente vindo da minha cabeça.
Para uma boa analogia eu lembro do que Bruce Lee disse uma vez: “Quando não se sabe Artes Marciais, um soco é apenas um soco e um chute apenas um chute. Quando você começa aprender Artes Marciais, um soco deixa de ser um soco e um chute deixa de ser um chute. Após terminar o treinamento em Artes Marciais, um soco se torna apenas um soco e um chute apenas um chute.”
Em outras palavras, é preciso algum treinamento, disciplina e preparo (físico, mental e espiritual) para alcançar este estado de intimidade com a magia. A magia é uma energia natural extremamente moldável, por isso que a witchcraft é gentilmente chamada de A Grande Arte. Algumas pessoas nascem com uma tendência natural, uma habilidade nata, mas são pessoas raras e especiais, como foram os primeiros shamãns. Para a maior parte de nós há essa necessidade de aprender, treinar, praticar witchcraft ou wicca mediante um tutor ou professor, tentar imitar ou reproduzir receitas que são divulgadas por aí, sem o mínimo treinamento ou orientação, como se fossem meras receitas culinárias, é arriscado ou, no mínimo, decepcionante. O que me leva de volta ao assunto: ferramentas são necessárias sim, porque são ferramentas e nos ajudam a trabalhar com nosso subconsciente, algo que não é possível trabalhar somente com a cabeça, ou com parte da mente consciente. Uma vez que os livros (pessoais ou do grupo) são também necessários para nos orientar e nos dar uma certeza de que as práticas são eficientes, as ferramentas, como a própria natureza em nossa volta, são instrumentos indispensáveis para a prática e aprendizado da witchcraft e da wicca exatamente porque nós não temos uma escritura sagrada, mas uma vivência sagrada.

Nenhum comentário: