domingo, 18 de maio de 2008

Lilith Revelada

Ato I
Todo prazer, todo furor, esqueças do luzidio amor, não quero que tu sejas do amor, quero que tu sejas da depravação, minha filha, em meu mais negro coração.
Mulher, filha, vossa mãe Lilith lhe ordena que saibas valorizar cada lábio teu como a porta cósmica da universal realeza das coisas das cinco estrelas que regem o sangue das veias dos mundos.
Mulher, filha, eu, Vossa Mãe, Lilith, [abençôo] tua vulva, honre-me exercendo domínio sobre os homens.
Mulher, filha minha, esmagues a arrogância viril, mostres que tu é mais do que aquela que fica por baixo; fique por cima, faça dos homens um altar para que eu possa jantar.
Libera-te, mulher, eu ordeno que tu portes a Feminil Coroa do abismo da Liberdade!
Libera-te, mulher, eu ordeno que tu sentes no Feminil Trono do abismo das Potencialidades!
Libera-te, mulher, eu ordeno que tu governes no Feminil Império do abismo da Humanidade!
LIBERA-TE, MULHER, EU, LILITH, TE ORDENO!!!
LIBERA-TE, MULHER, EU, LILITH VOSSA MÃE, TE ORDENO!!!
LIBERA-TE, MULHER, EU, MAMÃE LILITH, TE ORDENO!!!
LIBERA-TE, MULHER, EU, LILITH LIVRE, TE ORDENO!!!
Ato IIAprendas, mulher, que o teu corpo possui todas as abismais chaves do verdadeiro Prazer, que tu mesma podes acessar em honra ao meu Ser;

Aprendas que tua boca é mais fervente do que as espadas dos Arcanjos e Arquidemônios;
Aprendas que teus seios são mais duradouros do que as colunas Jakin e Boaz do Templo Universal de todas as Relações e Revelações;
Aprendas que tuas nádegas são mais eternas do que as Montanhas Cósmicas do Infinito em infinita expansibilidade;
Aprendas que tuas coxas são mais macias do que o Tecido Universal a ligar todas as Esferas;
Aprendas que tua vulva é o Centro Universal das Raízes do Feminil Poder da Grande Fêmea que Eu Sou!
Lilith te diz, mulher, que os santos tiveram irmãs vossas nos braços, [os] Homens são assim, mesmo [os] santos, mesmo [os] Iluminados, ou [os] profanos e [os] depravados!
Lilith te diz, mulher, que todo homem é [um] pedaço [da] folha de uma Árvore chamada Paixão Cega das coisas, domine-os com vosso cheiro, com o cheiro de cada movimento vosso de Feminil Caminhar!
Lilith te diz, mulher, [o] Escorpião grita para a vitória da Serpente, a Serpente vibra diante do correr da Loba, a Loba uiva diante do poder da Aranha, a Aranha tece teias de mais poder para a Cadela, a Grande Cadela, Eu,Vossa Mãe,
sou Lilith, Lilith Cadela, Cadela Alta, Cadela Esperta, Cadela Sábia!
Lilith te diz, mulher, sejas uma cadela, cadela autoritária, cadela mandona, cadela matrona, cadela imperial, em minha honra,dê-se à todos os homens, dominando-os com os vossos caninos carinhos que os posicionam como cachorrinhos! Lilith te diz, mulher, vergonha não tenhas, cadela sejas, cadela sejas muito, cadela sejas demais, [ser cadela] te glorificará!
LIBERA-TE, MULHER, EU, LILITH, TE ORDENO!!!
LIBERA-TE, MULHER, EU, LILITH VOSSA MÃE, TE ORDENO!!!
LIBERA-TE, MULHER, EU, MAMÃE LILITH, TE ORDENO!!!
LIBERA-TE, MULHER, EU, LILITH LIVRE, TE ORDENO!!!
Ato IIIVá, mulher, dominação e força na exatidão, regente das forças do calor dos corpos viris que tu podes incendiar e domar, como [os] corpos de escravos enteusorados em baús de ouro que tu poderás guardar, entre o brilho do sêmen de cada um deles e o sangue que escorrerá de ti!
Vá, mulher, bebas o sêmen e o sangue deles, beba como imperatriz das Rondas Noturnas, das madrugadas nascentes de alto sangue, tornes teu corpo todo sangue!
Vá, mulher, bebas todo [o] sangue que cai [na] Terra, bebas todo sangue que sai da Terra, bebas todo sangue que escorre pela Terra, mordas cada um dos teus homens, retire-lhes sangue [e semen] e diga ORMAH GAURA HAMEN aos meus pés, ajoelhada diante da primeira igreja que tu encontrar em ruínas!
Vá, mulher, [sacralize o] teu corpo, masturbe-se até o Grande Êxtase Secreto que Eu te revelei, una-se a cada homem como Senhora maior deles, e assim tu estarás limpa e pronta para adentrar em meu templo, cheio de homens nus sevindo de solo para que neles pisemos, meu templo, templo de Lilith, Lilith Vossa Mãe, Lilith Vossa Maravilhosa Mãe, Lilith Vossa Mui Maravilhosa Mãe!
Vá, mulher, [eu] sou a Impura que te torna pura, regando os Jardins das Negras Esferas!
Vá, mulher, [eu] sou a Santa Puta que te torna respeitável senhora, imprimindo nos sóis negros a marca dos meus pés!
Vá, mulher, [eu] sou a Prostituta Sagrada [Original] que te torna decente mulher que não se curva diante do viril poder!
Vá, mulher, [eu] sou a [Deusa] Cadela que te torna leoa imperial em um mundo de verdades, acima do Um!
LIBERA-TE, MULHER, EU, LILITH, TE ORDENO!!!
LIBERA-TE, MULHER, EU, LILITH, VOSSA MÃE, TE ORDENO!!!
LIBERA-TE, MULHER, EU, MAMÃE LILITH, TE ORDENO!!!
LIBERA-TE, MULHER, EU, LILITH LIVRE, TE ORDENO!!!
Ato IV
Comemore, relembre, eu me revelando, Eu, Lilith, para todos vós, meus Filhos.
Integrem, entreguem, suor ao meu altar, sêmen ao meu pilar, os odores do sexo ao meu templo dentro de cada beijo.
Respondam, realizem, dou-lhes a Marca Marrom e a Beleza Rubra que contracenam convosco no Berço Do Prazer.
Explodam, exultem, Lilith canta para vós, Lilith canta para seus Filhos, Lilith Cantora, Lilith Lírica, Lilith Orquestra.
Enfiem, retirem, cinco é a Hora da Verdade, eu canto assim, eu canto para vós, eu canto em todas as [Camas].
Ato VCorram, louvem, abram seus cruzados braços no sexual enlace, contem comigo para amarrar-lhes nas linhas de Poder do Crescer Universal.
Empreguem, esperem, [eu] dou minha hora mais cinco vezes ao vento úmido do Leste, minhas pernas tremem pelas vossa pernas a tremerem quando [eu] chego.
Contenham, balancem, agitem seus quadris assim, no ritmo da flor que de mim amortece toda dor, Lilith aqui lhes é [a] Mãe Retirante de toda Dor.
Plantem, matem, os quadris remexendo no ritmar imbatível da Música Selvagem minha, esqueçam da noite, esqueçam do dia.
Enfiando, acumulando, fecundem meu ventre, fecundem meus lábios, fecundem minha vulva, fecundem meu útero, [Viver] é fecundar-me, [Viver] é adorar-me.
Ato VI
Levitem, sufoquem, a boca deve ficar cheia, cheia de toda aspereza, cheia de toda delicadeza, que a mim vos faz Mãe.
Machuquem, provoquem, a contínua [dança] é segura, [eu] sou a Senhora dos Resultados da Revelação Sexual, filhos meus, ouçam Vossa Mãe, palmas para o leito, palmas para a [dança].
Melindrem, meditem, seus poderes são [o] meu poder, maternalmente meu ardor é queimar o ardor de lhes ter, como Alimento, como Rebentos.
Sarem, rasguem, [o] gênio do prazer se chama o Esperado Encontro Falado comigo, [eu] estou sentada no leito, [eu] estou vendo cada ato.
Soluçem, solucionem, minhas fórmulas não são fantasias, minhas rotas desafiam as leis da natural esbórnia de celestes seres [assexuais].
Ato VII
Insistam, existam, cada prato do Prazer oferecido ao lento gozar da [dança] maior que se possa realizar, é o plantio do doce atuar meu em moradas que, entre minhas obras, abrem minhas [carnes].
Selecionem, impressionem, meus Filhos, Lilith Vossa Mãe cora diante dos enfraquecidos, [eu] quero [os] fortalecidos [adorando] e me oferecendo o espaço da minha estada mais prolongada nas Esferas de Caminhos que me são negados.
Prendam, soltem, sorriam diante do espelho do quarto nu à frente, [o] quarto do meu Caminho que semblante algum pode submeter, [o] quarto do meu Cadinho de Sangue bem guardado.
Permitam, pernoitem, escuridões minhas para todos vós, Filhos que nascem de cada [cerimômia].
Priorizem, privilegiem, [eu] sou a Vossa Cadela Mãe, a Lilith que late, a Lilith que ouve, [eu] estou de quatro, [eu] estou nua, [eu] estou [tomando], [eu] estou [recebendo].
Ato VIII[O] Grande Sexo é a povoação dos meus sonhos em vossos sonhos de amor e de prazer, [eu] sou da concupiscência e meu Ser Redentor é Ser Mulher, perfeita, em digna perfeição, ao lado da Serpente e do Dragão.
[Eu] sou da natureza da Serpente [que mancha] e sou da natureza do Dragão que purifica, [eu] sou Lilith, que na cova será revelada.
Me ame ou me odeie com intensidade, fome, força, paixão, mas nunca me esqueça. [Eu] sou a [Deusa] Verdadeira Original Fêmea.
[O] Grande Sexo une as gerações dos mundos, eu sou [a] Estrela Brilhando nos corpos dos mundos, meu singelo recado nasce dos fluidos elevados dos corpos nutrindo-se.
Cada desejo de prazer move o Kosmos, [que] é Prazer [e] Eu Sou o Prazer Encarnado entre a Mulher e o Homem no leito de cada [união].
[Eu] sou [o] Sexo e [o] Prazer, [o] Sexo das Esferas da Existencialidade, [o] Prazer das Grutas da Perpetuação, [eu] não posso do Kosmos ser removida.
[Eu] sou o sexo da fêmea com o macho, da fêmea com a fêmea, do macho com o macho, de todos os seres, eu sou [a] Senhora em seus sexuais órgãos.
[Eu] primo pelo puro prazer, rimo com o puro prazer, afinal de contas [eu] sou Lilith, Lilith do Verdadeiro Prazer, Lilith do Alto Prazer, [Lilith do Baixo Prazer], Lilith do Único Prazer.
[Eu] sou dos orgasmos, as sementes formadoras de sonhos e [os] sonhos sensuais pelo Kosmos e [eu] sou [a] Protetora dessas vidas sensuais que emergem dos leitos.
[Eu] sou dos pensamentos eróticos, as criaturas sensuais que moldam a união de todo ser com todo ser, [a] união que nenhum ser, mesmo os mais elevados, pode escapar.
[Eu] não sou a Virgem Maria, não sou a Madre Teresa, não sou uma mulher comum. Eu sou a Mulher. Não me julgues tu pela [despudorada] que [se] mostra na rua, [negado a sua decência]; não me julgues tu pela recatada, que [se] encobre [toda], negando a sua feminilidade.
[Eu sou ambas], eu sou a Mulher. Tu me recebes em vosso ser ao [desejar] e eu sou o [tesão] tomando teu corpo todo como meu e te movendo [para e] por mim, na busca da Grande Realização.
Revelo-me minha Mulher. Revelo-me meu Homem. [Revelo-me como tua mulher]. [Revelo-me como teu homem]. Lilith revela-se. Lilith quer revelar-se. Lilith quer revelar-te.

Autor: Ser Inominável.
Nota: partes do texto foram omitidas e as frases em [colchetes] são inserções minhas.

Um comentário:

thor disse...

SEU TRABALHO DE APRESENTAÇÃO DE LILITH É EXTRAORDINARIO. APRECIEI MUITO TODO O CONJUNTO QUE AINDA NAO EXPLOREI COMPLETAMENTE. SERGIO TEIXEIRA