sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Mulheres 'santas' pagãs

Eu não gosto de comprar briga, mas tem Cristão que pede. Gostam de lembrar da condição das mulheres na Antiguidade [que, por sinal, era causada por uma sociedade patriarcal e machista como a atual] e de como o Cristianismo foi "melhor" para a mulher. Listam uma grande quantidade de mulheres santificadas pela Igreja para mostrar como esta preza a mulher.
Há alguns textos aqui sobre a evidente misoginia da Igreja e o blog Sexismo e Misoginia, da Adília, foi citado aqui como fonte. Há textos da própria bíblia e dos doutores da Igreja que provam o quanto a Igreja e o Cristianismo é misógino. Mas isso não é suficiente, os Cristãos me pediram que citasse nome de mulheres que foram grandes mitos na história de gregos e romanos.
Para dar uma referência bíblica, que tal a Rainha de Sabá?
No Iraque, antes chamado de Suméria, que tal Enheduana, sacerdotisa e a primeira escritora?
Que tal no Egito, com as rainhas Hashepsut, Nefertiti, Cleópatra VII?
Na Síria, antes chamada de Palmira, que tal a rainha Zenóbia?
Na Grécia, que tal Telesila, a poetisa e guerreira que derrotou os Espartanos?
Ou Diotima de Mantinea, aquela que ensinou a Sócrates?
Ou Agnodice, que ficou famosa por seu conhecimento em medicina, especializando-se em ginecologia e obstetrícia?
Ou Aristocréia, sacerdotisa que foi tutora de Pitágoras?
Ou Hipácia, a matemática e filósofa que foi trucidada pelos Cristãos?
Ou Hipárquia, a primeira "feminista" da história?
Na Turquia, antes onde havia a cidade de Tróia, que tal a rainha Helena?
Isso sem citar as inúmeras Deusas e outras figuras míticas da Antiguidade.

Nenhum comentário: