sábado, 15 de novembro de 2008

A reconstrução do templo de Artemis em Efeso

Está em marcha um ambicioso plano de restauração do templo de Ártemis em Éfeso, também chamado Artemision, uma das sete maravilhas do mundo antigo.
Após décadas de vandalismo e de destruição motivada pelo fanatismo religioso, o sacro e magnificente edifício será agora reconstruído.
Dr. Atılay İleri, o fundador da Fundação de Cultura, Arte e Educação de Ártemis, encontrou-se com o Dr. Anton Bammer do instituto de arqueologia da Universidade de Viena, Áustria, há dez anos atrás enquanto o Dr Bammer estava chefiando uma série de escavações na área. Durante este período, especialistas procuraram pelas técnicas de como reconstruirem Artemis.
Foi nesse encontro que os dois começaram a reconstrução do magnífico templo de Artemis. Com o apoio dos cientistas austríacos, İleri teve arquitetos suíços preparando um plano para a reconstrução do templo.
İleri, que sonhou na reconstrução do templo por dez anos, disse: "Quando completado, o templo não será uma cópia ou imitação da Artemis original mas a própria Artemis. E suas irmãs do passado irão olhar para ela com orgulho e inveja".

O templo original de Ártemis tinha cento e vinte colunas. Trinta e seis delas estavam colocadas em círculos cúbicos. Se for completado, o novo templo será o terceiro da História dedicado a Ártemis. O seu tamanho será o do original. Na sua reedificação, usar-se-á um total de vinte e cinco mil metros cúbicos de mármore, o material original de Ártemis. Sessenta das cento e vinte colunas do novo templo terão placas de base.
Com o intuito de encontrar as melhores esculturas para adornar o templo restaurado, realizar-se-á um sorteio para formar um comitê de selecção escolhido de entre os representantes dos cento e noventa e seis países da ONU. Cada um dos representantes seleccionados escolherá dois escultores da Nação que representa. Os escultores selecionados irão então participar em palestras e cursos dirigidos pela Fundação de Cultura, Arte e Educação de Ártemis. Os escultores irão começar por trabalhar nas bases cúbicas das colunas, com esculturas que serão inspiradas em dois lemas atribuídos a Heráclito de Éfeso: "A guerra é o pai de tudo" e "Tudo flui, nada permanece".
Um júri internacional irá então escolher duas esculturas de entre todas as peças produzidas por artistas para colocação no templo. Uma das esculturas vencedoras será exposta num dos círculos cúbicos e a outra será exibida no pátio do templo.
A Fundação de Cultura, Arte e Educação de Ártemis surgiu em Selçuk, Turquia, no mês de Setembro de 2007. A sua missão é reconstruir o templo de Ártemis. O custo do projeto está calculado em torno dos cento e cinquenta milhões de dólares.
O templo original foi financiado pelo rei lídio Karun no século VII AC e dedicado a Ártemis, filha de Zeus e de Leda, irmã de Apolo, Deusa helénica da Floresta, das colinas, da virgindade e da fertilidade.
Fonte:
Voice Newspaper

Nenhum comentário: