sábado, 31 de outubro de 2009

Halloween na Casa Branca

Deu nos jornais internacionais e em alguns locais a festa de halloween que aconteceu na Casa Branca:
Sasha e Malia Obama, as filhas do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, receberão 2 mil crianças amanhã na Casa Branca para a tradicional festa norte-americana do Halloween.
Os convidados são todos estudantes de ensino fundamental e médio que foram convidados pelo presidente e pela primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama.
Desta forma, na noite de amanhã, 2 mil crianças provenientes dos estados de Maryland e Virginia, e do Distrito de Columbia pedirão doces aos adultos nos jardins da Casa Branca.
Apesar de o número de convidados para a festa infantil já ser elevado, inicialmente era ainda Maior, já que o convite foi mandado para muitas outras crianças, devido a um erro no sistema de envio de e-mails.
Em seguida, foi preciso enviar uma outra mensagem de desculpas pelo equívoco e de esclarecimento sobre quais escolas estavam realmente convidadas para a festa típica.
A Casa Branca não informou mais informações sobre a comemoração do Halloween. Mas segundo o jornal Washington Post, durante a festa haverá uma exibição do Chicago's Redmoon Theatre, especializado em criar espetáculos fantásticos ao ar livre.[Ansalatina]
Por algumas horas da semana, estudantes de 30 escolas de Washington DC acreditaram que ganhariam um presente especial neste Halloween: convite para uma festa particular na Casa Branca que acontecerá neste sábado, informa o jornal "Washignton Post". Mas os jovens se depararam com a realidade dias depois ao descobrirem que um superintendente de Educação acidentalmente encaminhou o convite para todas as escolas, em vez de apenas algumas selecionadas.
A Casa Branca tradicionalmente recebe alguns estudantes locais. Desta vez, 2.500 alunos do Ensino Fundamental e suas famílias foram convidados. E a convocação faria sentido, já que os dias de Malia e Sasha pedirem doces na casa da vizinhança - tradição americana no Dia das Bruxas - acabaram.
A lista de convidados inclui famílias de militares, alunos de áreas afastadas e mil crianças de escolas de diferentes bairros da capital americana. Mais detalhes da cerimônia não foram divulgados, mas há boatos de que uma companhia de teatro vai se apresentar para a platéia.[O Globo]
Evidentemente, o Vaticano criticou a festa como sendo "anti-cristã", esquecendo que a festa foi celebrada pela primeira vez nos EUA, um país fundado por pessoas Cristãs, que levaram os costumes da Inglaterra de celebrar o Dia dos Mortos [Dia de Finados no Brasil], cuja origem remonta à cultura Celta e às crenças que existiam na Europa antes do Cristianismo. Como se a humanidade ainda ouvisse ou obedecesse ao Vaticano.
Vamos comemorar e, como diz a Musa Nana Odara, vamos gozar na cara dos caretas.

Nenhum comentário: