segunda-feira, 23 de março de 2009

Paganismo retorna à Israel

Como muitos soldados que tomam parte em operações em Gaza, Omer ocasionalmente toma alguns momentos para orar, mas ele não ora ao Senhor de Israel. Omer se considera Pagão e jurou uma aliança a três Deuses antigos. Durante o combate, ele diz que eles aparecem diante dele, dando-lhe força durante os momentos mais árduos.
Omer ainda está no exército e se recusa ser entrevistado para esta história. Mas assim mesmo ele diz pertencer a uma religião cujo objetivo é reviver a adoração aos Deuses antigos. Em um forum de Paganismo online em lingua hebraica, os relatos de Omer em sua experiência em Gaza são comuns. Outro usuário lembra como orou para Anat, o Deus da Guerra dos Cananeus, enquanto servia em uma unidade de elite de combate.
Os dois soldados são parte de uma pequena comunidade de Pagãos que tem se desenvolvido em Israel. Influenciados por movimentos nos EUA e Europa, os seguidores acreditam em multiplos Deuses.

"O Paganismo Moderno está comprometido com uma variedade de religiões e crenças, a maior parte estão baseadas em antigos rituais Pagãos", disse Rinat Korbet, uma pesquisadora da Universidade Bar-Ilan que escreveu sua tese sobre a Comunidade Pagã em Israel baseada na sua presença online. "As pessoas parecem quere retomar a essência do paganismo ancestral e adaptá-lo ao nosso tempo. Muitos dos seguidores tem altares domiciliares onde eles podem expressar suas crenças na Natureza e nos Deuses. Todas as pessoas que eu entrevistei também tem parte em rituais e cerimônias comunitárias, em ambientes adequados ao espírito do paganismo."
Korbet irá apresentar sua pesquisa na Primeira Conferência Israelense para o Estudo das Espiritualidades Contemporâneas que abre amanhã na Universidade de Haifa. Devido à sensibilidade Judaica a idolatria, que é considerada um pecado, muitos Pagãos Israelitas revelam suas crenças apenas aos que a compartilham. Eles usualmente mantêm encontros religiosos, como os Equinócios, em segredo.
Alguns anos atrás, Kobets teve interesse na Wicca, uma religião Neopagã fundada há 50 anos na Inglaterra. Agora ele mantém o site Wicca Israel Web, uma das comunidades Pagãs mais visitadas e importantes. Ele estima que existam 150 Israelenses Pagãos.
Kobets diz que o Neopaganismo é uma religião pluralista e cada seguidor escolhe seu próprio método de adoração.
"O Judaismo é uma religião, é algo imposto e artificial", diz Samuel, que mantém um forum Pagão no portal Tapuz da web. "Eu não me considero um Judeu, mas eu me considero um Israelense", diz ele. "Há um problema com o Judaismo. O Judaismo contradiz o Paganismo. O Judaismo tem um único Deus e se você não crer nEle, você será apedrejado".
Como alguém escolhe qual Deus adorar? "Cada indivíduo escolhe por si mesmo um Panteão. Existem muitas opções", diz Samuel. "Ninguém inventa Deuses novos", diz Kobets. "As Pessoas lêem mitologia e tentam contactar com e falar a algum Deus ou Deusa".
Por causa que as maiores fontes da religião Neopagã são Inglaterre e USA, alguns Israelenses oram oara Deuses Nórdicos ou Célticos. Outros tentam reviver a adoração dos antigos Deuses Cananeus que foram combatidos pelos profetas bíblicos.
"Como parte do interesse em tradições locais, há um foco nos Deuses Cananeus e tradições que existiram ali", diz Kobets. "As pessoas estão interessadas nisto, mas do que eu coletei eu não creio que este seja o tema dominante. Eu vi muitas pessoas que crêem em Druidismo Céltico, Xamanismo e religiões Hindus".
Korbet escreveu sua tese na universidade de Bar-Ilan, sob a supervisão de Dr. Dan Bouchnik. Ela analizou websites e foruns usados por Pagãos e suas filosofias referentes à internet. "O Paganismo Antigo está majoritariamente na natureza, florestas e vilas", ela diz. "O Paganismo Moderno pode ter seu espaço em locais urbanos e pode ser mais simbólico. Se a adoração foi feita uma vez em locais físicos, lugares sagrados, agora a internet está sendo usada como uma assembléia virtual, espiritual.
"Os Neopagãos não tem problemas quanto o uso da internet, acho que eles preferem praticar seus rituais no mundo real. Conhecimento religioso avançado é algo que eles não divulgam na web e usualmente eles não irão convidar alguém a tomar parte em um ritual exclusivamente online". Korbet será uma das palestrantes na conferência espiritual. Ruah-Midbar crê que o Paganismo tem um futuro brilhante na cultura Israelense. "No momento o Paganismo aqui não é uma prática em larga escala, mas eu creio que tem um grande potencial", diz ela. "As religiões Pagãs são as religiões que mais crescem no Ocidente e pode ser bem sucedida aqui também, porque Hebraismo e Sionismo podem se conectar com o Paganismo devido à ênfase na terra e feriados Hebraicos. O Paganismo está em um próximo, em um inusitado paralelo de muitas práticas comuns, como Ambientalismo ou viajar para o Oriente. Na prática, não é muito diferente".
Fonte: Haaretz

Nenhum comentário: