quinta-feira, 23 de junho de 2011

Você é um consumidor espiritual?

Nos últimos 5-10 anos a procura por um significado em nossas vidas tem se tornado algo similar a visitar um shopping center. Nunca antes tivemos tantos professores disponíveis, todos dizendo que trarão a felicidade eterna e proclamando que seus métodos são o caminho, que eles têm o único ou o melhor ensinamento, que se nós fizermos isso nós seremos livres, transformados, modificados para sempre, felizes como nunca antes, preenchidos, iluminados. Nós podemos até nos tornarmos um professor ou um mestre em poucos dias, após o que teremos interminável adoração, riqueza, fama e felicidade garantidos ou o nosso dinheiro de volta.
Quando as pessoas têm necessidades elas irão tentar qualquer coisa. Elas estão suscetíveis e vulneráveis a influências externas. Quando pessoas egoístas ou persuasivas dizem que podem ajudar a salvá-los, elas crêem.
Existem três razões principais pelas quais alguém se torna um consumista espiritual:
1. A vida não satisfaz facilmente nossas necessidades. Nós conquistamos algo mas sempre queremos mais. Mais torna-se um mantra. Mas, por constantemente querermos mais material e emocionalmente, nós então aplicamos o mesmo princípio à espiritualidade: mais professores e técnicas devem ser melhores do que apenas uma, certo?
2. Como o almíscar na Índia que tem um belo perfume em sua bunda mas procura pela floresta por este perfume, nós procuramos a felicidade fora de nós mesmos e desiste cedo, porque onde quer que encontremos nunca dura. Esta é a verdade da impermanência, a felicidade vem mas também se vai. Por não querer aceitar isso, nós continuamos a procurar por aquela indescritivel promessa da eternidade e nós procuramos aonde quer que possamos.
3. Aonde quer que olhemos, nós encontramos anúncios em jornais dizendo como cada um pode nos ajudar, salvar ou curar, promovendo diferentes professores e métodos que são os melhores. Cada um é mais provocante: finalmente este irá resolver todos os desagradáveis problemas de minha vida? Ou talvez este outro?
Para onde isto está nos levando? Como podemos encontrar nosso caminho através desse labirinto de ofertas? Muitos dos assuntos podem ter algo maravilhoso a nos ensinar, mas o que realmente nós iremos aprender em uma hora ou duas ou mesmo um fim de semana? Quando cavamos por petróleo, nós temos que cavar bem fundo para alcançá-lo. Se cavarmos em muitos buracos diferentes nós nunca iremos achar a fonte do petróleo. Do mesmo jeito, se embarcarmos na onda de um guru, comprarmos ou aprendermos técnicas demais, nós nunca iremos alcançar a essência dos ensinamentos.
Este texto é uma oportunidade para que você analise a realidade. Você está aprendendo a ouvir sua própria sabedoria e a se auto-governar ou alguém está te ditando as normas? Em que momento você parou ou está simplesmente estagnado? Você precisa consumir ou você precisa olhar para sua própria mente e coração pelo que você sabe ser verdadeiro?
Fonte: Care2

Nenhum comentário: