quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Em nome da Deusa

Eu estou tentando prosseguir na minha jornada e superar minha mania em criticar ao invés de promover. Mas é difícil aturar cada vez que alguma figura pública do Paganismo escreve um discurso como se sua opinião fosse um texto sagrado.

Eu não consigo aceitar o discurso de Erick Dupree, assim como todo esse monoteísmo que prevalece no Dianismo e em outras “religiões da Deusa”.

Eu não posso aceitar o discurso de Aidan Kelly que procura conciliar o Paganismo com o Cristianismo.

Eu não posso aceitar que pagão algum faça o mesmo tipo de discurso que um cristão [padre ou leigo] faria.

Então se meus caros diletos e eventuais leitores me desculpam, eu vou criticar o texto de Aidan Kelly que, como se fosse um sacerdote cristão, ousa afirmar que fala em nome da Deusa.

Aidan Kelly diz, em nome da Deusa:

Eu sou o Um e os Muitos. Estou em cada Deus e cada Deusa. Todos os caminhos são meus”.

Monoteísmo puro. Dion Fortune foi desafortunada ao dizer que todos os Deuses são o Deus e que todas as Deusas são a Deusa. Aidan Kelly acaba de transformar a Deusa Estrela em um Jeová travestido. Nem todos os caminhos são da Deusa, nem todos os caminhos levam a Roma.

Eu sou a realidade por trás de todas as religiões, e toda a fé vem de conhecer-me”.

Considerando os aspectos das religiões abraâmicas, com o sexismo, a misoginia, o machismo e o patriarcado, a presença da mulher e mesmo da Deusa é quase inexistente, o que torna essa afirmação totalmente errada.

Todo o poder no Ofício é meu e vem de mim. Ele vem através de você, não de você”.

Diversos ramos do Paganismo e da Bruxaria discordam dessa frase. O Ofício não seria conhecido nem praticado sem o poder e a presença do Deus.

Eu me dou a cada um de vocês, pois, por si mesmo, você nunca poderia alcançar-me. Eu fiz por você o que você nunca poderia ter feito para si mesmo, pois eu te amo como uma mãe ama seu filho primogênito, que é o que você é, como todo ser é”.

Este certamente é um trecho inspirado no trecho da Carga da Deusa que diz: “E você que busca conhecer-me, saiba que sua procura e ânsia serão em vão, a menos que você conheça os mistérios: pois se aquilo que busca não se encontrar dentro de você, nunca o achará fora de si. Saiba, pois, eu estou com você desde o início dos tempos, e eu sou aquela que é alcançada ao fim do desejo”. No entanto, Aidan Kelly esqueceu da presença do Deus no mistério da Wicca Tradicional.

Honre a memória de meu servo Gerald Gardner, para ele restaurou minha adoração em sua Terra”.

Honre as forças com as quais ele me serviu e o grande trabalho que ele realizou. Não se incline sobre suas fraquezas humanas”.

Algo que o próprio Aidan Kelly não faz. Ele é uma persona non grata nos círculos tradicionais pelos livros de autoria dele atacando Gerald Gardner.

Todos os que seguem o seu caminho levará o seu nome. Não estabeleçam leis humanas para se separarem”.

Isto deixa de fora muitos grupos que se identificam como sendo Wicca sem o ser.

Todos os que optam por aceitar meus presentes e me seguem são seus irmãos e irmãs. Rejeitar qualquer um deles é rejeitar-me”.

Aidan Kelly fundou a NROOGD almejando receber reconhecimento e aceitação dos sacerdotes e sacerdotisas wiccanos. Esta linha pode ser entendida como uma tentativa desesperada de sancionar seus delírios.

Honre a memória de minha serva Doreen Valiente, poeta e sacerdotisa, pois ela falou com a minha voz e deu-lhe as minhas palavras. Estude-as, compreenda-as, viva-as”.

Isto também deixa de fora muitos grupos que se identificam como sendo Wicca sem o ser.

Dê meus dons livremente, dê a todos, porque eu sou a Deusa de toda a humanidade. Não presuma escolher quem pode receber os meus dons. Sou eu quem escolhe, não você”.

Eu discordo dessa postura de fazer da Wicca uma religião de massas.

Chamem-me para ter força para viver com honra e compaixão”.

Coom bom praticante e estudante da Wicca Tradicional, eu chamo também ao Deus para a mesma intenção.

Ame a si mesmo; ame os outros até mais do que a si mesmo”.

A autoria dessa frase causaria uma briga em muitos caminhos espirituais.

Nunca deixem de aprender, porque eu lhe direi o que você nunca poderia saber por seus próprios esforços”.

Este é um trecho certamente inspirado na Carga da Deusa que diz: “Haverá assembleias, aos que anseiam aprender toda bruxaria, mas ainda não desvendaram seus profundos segredos. A estes eu ensinarei coisas ainda desconhecidas”. A Wicca tem seu mistério e seu caráter extático. No entanto, na história dos cultos de bruxas, essa função cabe ao Deus.

Abra o seu coração e você vai encontrar-me. Eu não vivo em outro lugar. Eu vivo dentro de você. Eu sou mais você do que você é”.

Este é um trecho certamente inspirado na Carga da Deusa que diz: “Pois eu sou a chama que queima no coração de todo homem e no cerne de toda estrela”. No mistério contido na Wicca Tradicional, o acesso e caminho para este coração são guardados pelo Deus.

Eu sou o conhecimento que habita em vós, porque eu sou alegria, sou amor, sou êxtase. Busque-me através da alegria, através da intuição, o que seu coração lhe diz é mais importante”.

Em diversas partes dos rituais da Wicca dizemos que a alegria e o êxtase são garantidos em vida, nesse mundo, tanto pela Deusa quanto pelo Deus.

Você não pode encontrar-me se você não me procura, nem se você me procurar, porque eu estive sempre aqui. Venho sem aviso prévio e derrubarei sua porta quando você menos me esperar”.

Um texto que repete o trecho da Carga da Deusa onde Ela diz que se não encontrarmos o que procuramos dentro de nós, não iremos encontrar fora de nós. Entretanto o Deus é quem é o Condutor, o Guardião da Porta e do Caminho.

O seu ego é quem impede de ver que eu estou aqui e sempre estou fazendo o que você precisa, a fim de conhecer-me. Saia do meu caminho; apenas a sua ignorância o impede de conhecer-me”.

Aidan Kelly fundou sua própria ordem, aviltou o nome de Gerald Gardner, deturpou, por razões e agendas pessoais, diversos princípios da Wicca. Ele é uma figura que infelizmente representa muitas das figuras que aqui no Brasil se arrogam o título de sacerdote, com o único propósito de formar um verdadeiro culto à personalidade em torno de si. Isto é ego, isto não é servir ao Deus e à Deusa.

Nenhum comentário: