domingo, 12 de outubro de 2014

O chifre de Amaltéia

Todos os Deuses Antigos tem suas origens e mitos próprios, o que é um indício de que possuem identidade e personalidades próprias. Eu sou politeísta estrito e pratico a Wica Tradicional. O pagão moderno brasileiro deve querer saber como eu concilio o politeísmo com o duoteísmo. Uma coisa é meu serviço aos Deuses Antigos, outra coisa é a estrutura tradicional de uma cerimônia na Wica Tradicional. Embora a moda seja uma verdadeira bagunça, com um predomínio das “religiões da Deusa”, do Dianismo, o politeísmo estrito não exclui nem impede o culto ao Senhor e à Senhora, para todos os fins, nosso deus e Deusa são os mais antigos e os mais novos. Uma análise dos mitos e Deuses Antigos mostra uma predominância de um Casal Divino e que ambos tinham como característica comum o símbolo da serpente e o símbolo do touro.
Zeus e Dyaus Pater [Júpiter/Jove] são Deuses do povo Grego e Romano, foram considerados semelhantes por seus atributos e poderes. Ambos se tornaram o Deus Pai, o Deus do Céu, o Rei Deus.
Jove tem sua origem ligada à uma Deusa-Loba. Zeus tem sua origem ligada à uma Deusa Cabra.
A Deusa Amaltéia é a Cornucópia que celebramos em nossos rituais. Neste mito reside o cerne do Coven do Chifre Amalteano.
Cornucópia é um símbolo representativo de fertilidade, riqueza e abundância. Na mitologia greco-romana era representada por um vaso em forma de chifre, com uma abundância de frutas e flores se espalhando dele. Hoje, simboliza a agricultura e o comércio, além de compor o símbolo das ciências econômicas.
O seu significado provém da cabra Amalteia que na mitologia greco-romana amamentou Zeus/Júpiter enquanto criança. [Wikipédia]
Segundo Museu, citado por Higino, quando Zeus foi poupado por Reia à voracidade de Cronos, ele foi cuidado por Têmis e a ninfa Amalteia, filha de Melisso de Creta que, não tendo leite, alimentou Zeus com o leite da sua cabra. Como prêmio por isso, os dois filhos gêmeos de Amalteia foram colocados no céu,  na constelação Capra, que hoje são as estrelas em volta de Capella 
Em outra versão da lenda, Reia entregou Zeus aos curetes e às ninfas Adrasteia e Ida, filhas de Melisso. Amalteia é a cabra cujo leite nutriu Zeus em sua infância.Zeus nunca se esqueceu da cabra Amaltéia, que o amamentou com seu leite delicioso e nutritivo quando ele era bebê. [Mitologia Grega]
Amaltéia também é chamada de Adrastéia e Adamantéia. Em alguns mitos ela é um epíteto de Réia e Cibele.
Os coribantes ou curetes eram guerreiros e dançarinos que estavam designados para proteger a Zeus. Como estavam a serviço de Amaltéia ou da Deusa Cibele, acabaram sendo confundidos como sendo sacerdotes da Deusa ao invés de serem protetores de Zeus, ou do mistério que estava escondido dentro da caverna.
Esta é a intenção do mistério na Wica Tradicional. Este é o cerne do Coven do Chifre Amalteano. Celebrar o Casal Divino, conforme a tradição.

Nenhum comentário: