sábado, 29 de março de 2008

A Deusa Ancestral Barbie


Nós estamos orgulhosos em anunciar uma grande descoberta arqueológica explicando as práticas religiosas do ano de 1990, há mais de dez mil anos atrás! Esta descoberta nos ajudará a entender os mitos e as tradições que tem sido preservadas através dos séculos e que ainda sobrevivem no culto popular da Deusa Ancestral Barbie. Esta tradição é uma das que mais crescem nos dias de hoje no culto à Deusa.

Os arqueologistas descobriram que o culto à Barbie remonta de milênios atrás. Figuras da Deusa Barbie foram desenterradas, preservadas em seu estado original. Parece que os antigos seguidores fizeram suas imagens da Barbie em um material conhecido como plástico. Era sabido que plástico não degradava ao ambiente e era praticamente inquebrável! Por causa disso, é óbvio para nós que itens feitos em plástico tinham alta estima nessa cultura antiga. Eles certamente queriam preservar esses itens eternamente!
As pesquisas mostram que as sacerdotisas da Barbie eram iniciadas em uma idade prematura. A cerimonia de iniciação envolvia uma litania complexa que durava várias semanas, geralmente antes do Solstício de Inverno. As filhas mais novas deviam cantar a seus parentes por muitos dias, repetindo várias e várias vezes as orações à Barbie, mostrando seu desejo para que a Deusa entrasse em suas vidas. Esses cânticos variavam de sacerdotisa para sacerdotisa, mas a palavra “eu quero” era comum entre as invocações. Mais tarde, após a iniciação, cânticos adicionais eram entoados para consagrar as ferramentas e assessórios mágicos usados pela Deusa Barbie em seu templo.
Imagens da Deusa Barbie mostram-na em Seus múltiplos aspectos. Por exemplo, Ela era esculpida como uma divindade solar na forma da Barbie Malibu. Isso explica os hábitos dos cultos da Barbie em usar óculos escuros e untar-se com loções especiais para celebrar o Solstício de Verão!
Sabemos que as religiões antigas as vezes disfarçavam suas divindades como santos do antigo catolicismo. As pesquisas dizem que isso explica o nome de uma antiga vila na costa oeste conhecida como Santa Bárbara, talvez uma Meca para os adoradores da Barbie.
Cada figurino da Barbie tinha a estranha marca numérica de $24.99. Isso explica o costume dos adoradores da Barbie se tatuarem com esse numero! Esse é obviamente um número sagrado para a Deusa. O símbolo $ era usado de várias formas na cultura antiga e era considerado uma distinção na sociedade religiosa.
Também foi descoberto que a Barbie Ancestral tinha um consorte conhecido como Ken. Análise minuciosa das figuras de plástico de Ken porque os adoradores da Barbie permitem apenas a eunucos participarem nos ritos religiosos, proibindo outros tipos de machos. Uma vez que poucas imagens de Ken foram encontradas, nós podemos supor que os antigos adoradores da Barbie eram uma tradição matriarcal.
Nossa equipe de pesquisadores linguísticos determinou pela análise da antiga linguagem que o nome Ken foi preservado em várias partes do mundo. Isso explica as origens de lugares antigos como Quênia, Kentucky e mesmo a variante do Canadá. Um estudo profundo do mito do Ken também o liga ao clan antigo dos Kennedy. Notem a similaridade facial! Estórias que envolvem o antigo culto ao Kennedy parece ser uma mistura singular das lendas do Deus Sacrificado (como Osíris) e do Deus Festivo (como Baco). Isso se encaixa com os três aspectos do mito de Kennedy.
Outras pesquisas mostram uma figura relacionada, um guerreiro ancestral conhecido como GI Joe. Uma vez que o GI Joe não possui uma consorte feminina e era igualmente eunuco, é obvio que tanto Joe quanto Ken competiram pela Deusa Barbie. Uma teoria equipara isso ao mito sobrevivente do Rei Carvalho e do Rei Azevinho de eras mais remotas.
Pesquisadores também analisaram outros personagens míticos como Shakespeare, Einstein e Ghandi. Mas uma vez que as culturas ancestrais os tinha em menos estima do que a Barbie, eles obviamente eram semideuses menores.
Nós estamos entusiasmados em ter descoberto estes Caminhos Antigos, pois eles lançam uma nova luz sobre os mistérios de nossas tradições. Nós podemos usar essa visão cristalina histórica para colocar nossos costumes em perspectiva!

2 comentários:

Qelimath disse...

Barbie Cósmica e seus amantes eunucos... ri às lágrimas!!!

Andros Dareiso disse...

Gênial!! ^^