segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

O que é "ateu toddynho"

Ateu toddynho é gente que alega ser ateu da boca para fora, se dizem ateus por causa de algum trauma que os fez ficar revoltado exatamente contra esse conceito cristão de Deus que tentam tanto negar, agarrando-se aos fatos e às evidências.
Parece um caso invertido do menino que grita "lobo" sem que houvesse algum. Nega-se o além para se negar o medo. Mas se não há o "lobo", não há medo para ser negado. Nega-se o além talvez por medo de se ter que responder por atos ou omissões ou talvez com receio de ter que passar por mais sofrimentos.
Cometem os mesmos erros dos cristãos.
Tendenciosismo e desonestidade: citam fatos históricos e artigos acadêmicos naquilo que interessam aos seus argumentos.
Generalização: partem de informações básicas sobre algum assunto e os tomam como regra para tudo que se refere a tal assunto.
Simplificação: partem de preconceitos próprios para analisar um assunto, sem buscar informações ou dados que embasem o argumento oferecido.
Reducionismo: partem de informações truncadas ou incompletas para juntar ou aglutinar em um mesmo conceito assuntos díspares.
Hiperbolismo: partem de dados subjetivos, infundados ou incomprovados para sustentar um argumento visivelmente tendencioso.
Superficialismo: partem de opiniões ou dados obtidos pelos métodos acima para produzir uma visão desprovida de conhecimento sobre o assunto, mas dando a esta visão o caráter de veracidade.
Na atenção seletiva do ateu toddynho, apenas aquilo que é "racional", "lógico", "comprovado cientificamente", "sustentado por evidências" é bom, é certo. Tudo que vem da Ciência, da Razão, da Lógica só pode ser algo "civilizado" e [como nossos vizinhos cristãos] tudo que discorde deve ser banido, censurado, destruído. Religião é sinônimo de superstição, de ignorância, de atraso, de intolerância, de preconceito, de incultura.
Falam tanto em Razão, mas isso colocaria a mesma como um princípio transcendental similar aos Deuses. Falam tanto em evidências, mas isso colocaria as mesmas no mesmo conceito que as verdades reveladas por profetas. Falam tanto em fatos, mas estes provam apenas a existência de si mesmos, a interpretação do significado deles é puramente subjetiva. Falam tanto em fanatismo cristão, mas certos ativistas ateus são tão raivosos em proclamar como portadores da verdade tanto quanto alguns apologéticos cristãos. Falam tanto nas realizações feitas por ateus, mas nenhum as fez em nome do Ateísmo. Falam do quanto são inteligentes, mas ser ateu não é garantia para alguém ser inteligente.
Eu tenho visto ser reacendida a “fogueira” contra a "superstição", a "crendice", eu vejo constantemente a religião ser generalizada e jogada no mesmo balaio onde está a instituição da Igreja Católica. Desnecessário repetir que, sem esse aspecto da religião, nossos antepassados não teriam construído a civilização contemporânea. A humanidade possui um conjunto chamado de "cultura" e qualquer aspecto dessa cultura quando é reduzida ou erradicada, deixamos de lado nossa humanidade.
Decerto o ateu toddynho tem complexo de Édipo, tenta livrar-se da ameaça e do perigo que representa a figura paternal para sua noção de identidade, personalidade, individualidade.
No pensamento provinciano é inconcebível que, de povos "selvagens", "incultos" e "crédulos", tenha surgido toda civilização e ciência.
Esmiúça-se o ateu toddynho em detalhar como as coisas são e como funcionam confiante de que, ao assimilar e imitar a ordem natural, tenha conforto e segurança. Apavora-se diante do inexplicável, do misterioso, do imprevisível. Nega tudo e qualquer coisa que não se encaixe nessa visão de mundo mecanicista e insensível.
O ateu toddynho duvida da existência dos Deuses, ainda que a própria existência de todo fato, evidência, indica, como mapa anatômico, que os Deuses são reais.
As coisas são e funcionam porque há existência, esta mesma, prova da realidade dos Deuses. Não há ordem, lei ou regra nas coisas em si mesmas, mas além destas. Somente há ordem, lei e regra, bem como caos, onde há uma inteligência, uma consciência atuante, transcendente e imanente.
No fundo, o ateu toddynho apenas busca as mesmas coisas que nós. Quer respostas, quer conforto, quer segurança, quer ter uma ideia do que pode vir a seguir, quer ter a ilusão de que "sabe" de tudo e que tudo está sob seu controle.

13 comentários:

Bruno Maia disse...

O ateu toddynho não usa a ciência ou a razão.Na verdade fazem parte daqueles grupos Sociedade da Terra Redonda e Céticos (de ocasião). Estão aí para defender o corporativismo do establishment científico. Se está instituição dizia 50 anos atrás que Talidomida era segura, os toddynhos diziam, "isso é ciência". Se dizia que DDT era um agrotóxico seguro, a mesma coisa. O mesmo com o amianto e assim vai. São apenas babacas corporativistas seguidores de Dawkins e "Drauzios Varellas" da vida.

Anna Lopes disse...

Ateus toddynhos estão é acabando com a paz do cara que é ateu de verdade e só quer ser deixado em paz com o ateísmo dele... Porque toda essa revolta deles contra as religiões, só fazem as religiões os odiarem ainda mais. Eu sou ateia e nem por isso saio por aí tentando provar a inexistência de deus ou falando que religião é uma merda e bla bla bla. Não tenho nada contra cada um ter suas crenças, liberdade religiosa é essencial, fanatismo ateísta é tão ruim quanto fanatismo religioso.

André Rodrigues disse...

Então... Obviamente o termo "ateu toddynho" é um termo preconceituoso irreal. Acho muito improvável alguém fingir ser ateu por traumas. Tem muita gente que chama ateus que se manifestam de "ateus toddynhos", para reprimi-los. Esse negócio de toddynho nem tem lógica! É tão lógico quanto dizer que quem usa óculos é nerd

roberto quintas disse...

André, eu escrevi este texto depois de conhecer e conviver com ateus de diversos tipos. Existem ateus razoáveis, mas existem ateus toddynhos.

Daniel Vicente disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkk...... Pelo que entendi você é religioso e só é pirado com os ateus

Fernando disse...

Quem inventou esse termo babaca de "ateu
toddynho(modinha)?." Essa coisa de distinguir ateu modinha do
ateu de verdade é uma mega asneira criada por
alguém bem ignorante, diga-se de passagem.

A mente "genial" que inventou essa maravilha(digna
de um Óscar) alega que um ateu modinha é aquele
que se revoltou com deus e só porque viu alguns
argumentos usados por outros ateus, achou legal e
resolveu embarcar na onda. Seguindo essa linha de
raciocínio o ateu modinha na verdade não é ateu,
ele crê em deus, mas não admite. Porém me
respondam. Vcs acham mesmo que alguém que
realmente crê em um ser supremo, que te mandará
pro inferno se vc não o seguir e entregar sua fé,
terá coragem e audácia de contrariar esse ser por
causa de uma simples modinha? Só pra causar
entre meros mortais?

Vamos ilustrar: é mesmo que apontar uma arma
carregada em sua cabeça e puxar o gatilho. Se vc
acredita que essa arma vai te matar, vc jamais terá
coragem de puxar o dedo. Acreditem, a analogia
condiz com o termo "ateu modinha." Em suma,
essa coisa de ateu modinha e ateu de verdade é
balela. A pessoa tem fé ou não tem.

Indo além, o criador disso diz que um ateu de
verdade é aquele com alto nível intelectual que se
tornou ateu depois de muitos anos. Alguém que
estudou muito sobre a origem do universo e tem
base em seus argumentos. Bom, é o mesmo que
dizer que quanto mais burro e ignorante o sujeito
for, mais propenso a crer em divindades ele estará.
E isso não sou eu que digo, isso está nítido nos
argumentos usados por quem critica os tais
modinhas. Então quer dizer que alguém ignorante e
com QI de 2 dígitos não pode ser ateu?

Ainda seguindo a linha de raciocínio supracitada e
analisando o outro lado da moeda, chegaríamos a
conclusão de que o mundo está infestado por
cristãos modinhas, isso mesmo. Pois um dia te
falaram que existe um cara mágico, onipotente, onipresente, criador de todas
as coisas e vc
acreditou. O crente hipotético cresceu ouvindo
algumas palavras do pastor e achou legal e
interessante, logo ele seria um crente modinha, e
os únicos crentes de verdade seriam os pastores,
bispos e padres; ressaltando que essa suposição é
baseada na linha de raciocínio do criador do termo.
Viram como não faz sentido essa salada de frutas
que inventaram? Ao classificar alguém como ateu
modinha, vc cairá em diversas contradições.

Também dizem que ateu modinha gosta
de tomar todynho, Kkkkkkkkkkkkkk. Aí o cara jã
não tinha mais o que inventar e só quis ser
engraçado, pois não há relação alguma entre
bebidas e crenças.

César Halexon disse...

hahahah... parei no "conceito cristão de Deus".... pqp! agora os cristãos acham que eles inventaram deus... só pra constar, ateu não acredita em nenhum deus, nem os das religiões mais antigas que o cristianismo ;)

carlos daniel disse...

o que gera ateus é justamente a arrogancia.acham que a ciência explica tudo,mas eles mesmos desconhecem a ciência em profundidade.

o que adianta uma pessoa se dizer "ateu" e não conhecer nada sobre teologia.

a grande maioria são modistas....

carlos daniel disse...

o que gera ateus é justamente a arrogancia.acham que a ciência explica tudo,mas eles mesmos desconhecem a ciência em profundidade.

o que adianta uma pessoa se dizer "ateu" e não conhecer nada sobre teologia.

a grande maioria são modistas....

Fábio disse...

Sou ateu graças a Deus!

César Halexon disse...

O que gera ateu é a falta de evidências da existência de algum deus! Não precisa de ciência nem de teologia para isso.

Obs.: O que mais me tornou ateu foi estudar teologia.

afneto disse...

Este tópico foi uma explicação do que significa ateu toddynho, foi isso o que vim procurar, e agradeço pela explicação.

Quanto aos que se chatearam, a gente pode dizer que também tem os cristãos modinha,
que seriam aqueles que não tem convicção, não tem exatamente fé, apenas seguem esse caminho porque acreditam que não tem nada a perder, e ainda se tudo correr bem, podem ter um futuro no paraíso.

WaldirPalmer disse...

No fundo, todo ateu é um toddinho, para não dizer tadinho.Porque? Se não entende o porque, a vida lhe ensinará o porque.Se viver o suficiente.