segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Dia de Combate à Intolerância Religiosa

No dia 21 de Janeiro é comemorado o Dia de Combate à Intolerância Reliosa em todo o Brasil, data que foi marcada por diversos protestos nas principais capitais do país onde líderes das principais religiões se uniram para pedir respeito entre as diferenças religiosas.
Em Salvador, Bahia, um ato ecumênico serviu para unir participantes de diversas religiões como umbandistas, espíritas, católicos e evangélicos para discutirem suas diferenças e provarem que é possível conviver em paz com outros povos. O ato aconteceu no salão nobre da Reitoria da Universidade Federal da Bahia (UFBA).
A data além de ser nacional, sancionada através da Lei nº 11.635/07 assinada pelo então presidente Luis Inácio Lula da Silva, também é uma data comemorativa na capital baiana, pois homenageia Gildásia dos Santos e Santos, popularmente conhecida como Mãe Gilda. A sacerdotisa do terreiro Axé Abassá de Ogum, em Salvador, morreu de enfarte, após ver a própria foto publicada no jornal de uma igreja evangélica, acompanhada de insultos.
No Ceará uma marcha foi organizada para protestar contra vários tipos de intolerância religiosa, principalmente contra ex testemunhas de Jeová que sofrem perseguições tanto das lideranças como também de familiares. Os ex membros da Testemunha de Jeová espalharam outdoors nas principais avenidas de Fortaleza para denunciar a discriminação odiosa que milhares de milhares de ex testemunhas de Jeová vivenciam no território brasileiro.
Fora isso, também estão sendo movidas ações penais contra a liderança da citada religião e também outras ações por danos morais, pois para um ex- TJ não se configura apenas uma excomunhão qualquer, mas uma
desagregação social e familiar sem precedentes.
Fonte: Gospelprime
Nota: Na mesma trilha, seria bom se todos os grupos religiosos cessasem com todo e qualquer tipo de discurso de preconceito, intolerância e ódio, tanto em relação a outras religiões, quanto a outras sexualidades.

6 comentários:

Natália Soares disse...

Sr. Roberto, me desculpe mas achei muita hipocrisia esse texto ser publicadoem seu blog, visto que o senhor é uma das pessoas que mais publica coisas tentando atingir a entidade cristã.

Espero que não considere isso como uma ofensa, mas o seu blog não te foco.
Muitas das matérias nele são e interessantes, porém falta um direcionamento, um objetivo firmado.

Sem mais, espero que encare minhas críticas de forma consciente, não as vendo como uma ofensa, mas sim uma dica para que posa melhorar seu trabalho.

Att.
Natália Soares

roberto quintas disse...

Eu tenderia a concordar com você, Natália, SE a ICAR e os católicos dessem a liberdade religiosa que tanto falam.
Eu também gostaria de lembrá-la que a liberdade religiosa não é um direito absoluto, soberano, mas deve estar inserido e condicionado a um conjunto de leis, direitos e deveres.
Quando e se os Cristãos [católicos e protestantes] começarem a observar os nossos direitos de liberdade religiosa [e sexual], eu mudo a tônica.
Mas para seu refrigério, a intenção deste blog é exatamente provocar a consciência humana, para tirá-la de seu estado letárgico, para perturbar seu comodismo e conformismo.

Natália Soares disse...

Roberto, concordo que o respeito por parte dos cristãos não é uma coisa que se sobressai, aliás, existem mais ações ofensivas a outras culturas e religiões do que qualquer outra entidade religiosa. No entanto, agindo da mesma forma que eles estaremos sendo tão tolos quanto. Afinal, um sábio só se torna tal, visto que apesar da atitude da maior parte das pessoas, ele persiste em seu caminho pessoal, falando, agindo ou se ausentando quando necessário.

Publicar matérias revelando atitudes contra a liberdade religiosa é uma coisa, mas tentar atingi-los é outra. A consciência humana é um processo individual, no mais podemos gerar uma reflexão sobre temas "firmados", o que vc faz muito bem, porém ainda faltam matérias de críticas a paradigmas do mundo pagão/mágicko e social em si.

roberto quintas disse...

Então, Natália, continue ignorando que está acontecendo um retorno da extrema direita, do fundamentalismo religioso e depois não se queixe quando invadirem a sua casa e te levarem presa sob acusação de heresia, bruxaria e idolatria.

Natália Soares disse...

Roberto, eu nunca disse que se deve ignorar o que está acontecendo, por favor não diga coisas que eu não disse. O que eu falei e estou ressaltando agora, é que existem outras maneiras de se bater contra. Por exemplo, criticar o fundamentalismo exacerbado e arcaico da igreja é muito bom, porém fazer isso, até pq o papa matou uma mosca, chega a ser tedioso.

Como o seu blog é fundamentado em críticas a dogmas firmados, pq não há nada falando sobre as coisas podres q tbm acontecem no universo pagão? Afinal, o objetivo deste blog, como você mesmo disse "tirá-la de seu estado letárgico", pq não age de maneira indiscriminada?

Roberto, eu fiz a crítica afim de incentivar o seu trabalho e dar uma dica para que o senhor pudesse melhorá-lo. Porém o senhor tem levado ela de maneira bastante pessoal. Não estou aqui para ofendê-lo. Todos devem lhe dar com críticas, pois não podemos agradar a todos.

roberto quintas disse...

Parece que a srta não leu os textos em meu blog onde eu faço exatamente isso. E sabe o que ganhei? Apenas o mesmo tipo de crítica contra a forma como eu escrevo, nenhum argumento, nenhum fato, nada acrescentando.
Um dos motivos pelo qual eu não escrevo muito em foruns pagãos brasileiros está exatamente no baixo nível de escolaridade da comunidade. Muito achismo, pouco academicismo.
Gente que mal sabe escrever, fazer uma redação, construir argumentos despejam "lições de moral", sem considerar o texto, mas em tom judicioso contra este escritor.
Os Deuses merecem pessoas melhores. Eu só vejo aborrecente revoltadinho que gosta de pagar pau de pagão/bruxo/wiccano.