sábado, 4 de agosto de 2007

O tesouro oculto da humanidade

O tesouro, cuja riqueza não pode ser corroída nem roubada e por mais que se acumule não ocupa espaço, é o tesouro oculto que tem sido confiado dos mais velhos aos mais novos, desde o princípio da humanidade e será nossa herança para as gerações futuras.
Em nossa sociedade atual, onde é mais valorizado a realização profissional e a riqueza pessoal, falar na importância da tradição me torna ridículo, antiquado e obsoleto. Entretanto, a tradição está presente em muitos aspectos de nossa sociedade, por mais superficial e imediatista que ela seja, desde coisas simples como esperar a vez na fila; até coisas complexas como competir por um cargo eletivo.
A tradição é a razão da continuidade e consistência da cultura que caracteriza um povo.
Sem tradição, um povo não tem origens, identidade ou perspectivas de futuro.
Ela é a formação e a educação que recebemos de nossos pais e professores.
Com ela podemos nos relacionar e interagir com outras pessoas e com o nosso meio social.
Graças à tradição, a música clássica torna-se mais vibrante e os mestres da pintura ganham mais brilho.
Sem tradição não haveriam os clássicos da literatura nem sobreviveriam os pensamentos dos gênios da filosofia.
Os mitos antigos foram preservados e deram uma forte base para as religiões e cultos humanos devido a existência da tradição.
Conforme o mundo desperta seus sentidos para a interdependência da humanidade com a natureza, o mundo redescobre os princípios e valores que nossos ancestrais conheciam, sabiam e faziam questão de preservar na forma de tradição. Com esse resgate de nossa memória e origens, a humanidade entra em contato com o Paganismo, revolucionando a espiritualidade e extinguindo muitos preconceitos.
Grupos religiosos que até a pouco desfrutavam da popularidade, da preferência e do poder ficam incomodados com isso e tentam fazer campanhas cheias de calúnias e difamações. Felizmente, poucos são os que ainda escutam essas opiniões ou se deixam influenciar pela suposta autoridade que esses grupos se outorgam. Felizmente, pagãos e bruxos não tem mais que temer ou se esconder. Digam o que disser, façam o que fizer, a Wica cresce e um dia tomará seu lugar entre as grandes religiões.

Nenhum comentário: